NEGOCIAR DÍVIDAS CAIXA

Você quer negociar dívidas com a Caixa? Saiba que o banco criou canais especiais para que você possa fazer isso com mais facilidade. Suas dívidas podem ser negociadas com muito mais tranquilidade e evitando juros abusivos. Saiba mais e comece o ano que vem no azul, pois com a Caixa é assim você sempre com as melhores condições.

Dentre os tipos de contratos em atraso que podem ser negociados através dos canais especiais da Caixa estão contratos de empréstimos, habitação e cartão de crédito. No caso de quem tem empréstimos com pagamentos em atraso existe a possibilidade de negociar a dívida online. Para o caso de quem está com dificuldade de pagar dívidas em atraso de habitação é possível encaminhar uma proposta ou um pedido de negociação.

O site é bastante intuitivo de maneira que você só precisa seguir os passos que o próprio site indica para conseguir encaminhar a sua proposta ou fazer o seu pedido. O cartão de crédito é um dos principais responsáveis pelas dívidas acumuladas de maneira que a Caixa criou canais especiais para negociar essas dívidas.

A Caixa ainda conta com menus especiais dentro do seu site para negociar dívidas em que o interessado pode conferir dicas de educação financeira e ter acesso a emissão de segunda via de boleto. Aproveite que no site você ainda pode conferir os principais canais de negociação de dívidas da Caixa dentre os quais estão os endereços das agências mais próximas, o SAC (0800 726 0101), redes sociais e pelo envio de mensagens através do site.

Através dos canais de negociação de dívidas é possível colocar a sua vida financeira nos trilhos. Para saber mais sobre como negociar dívidas com a Caixa acesse www.caixa.gov.br/negociar. Não perca mais tempo em começar a sua negociação e coloque as suas dívidas finalmente em dia, comece bem o ano que vem.

Dependendo do uso que você faça, os cartões de crédito podem ser um poderoso aliado ou um inimigo terrível o que fazer quando adquirir dividas e sua situação financeira ficar fora de controle?

“Eu ganho um bom salário, o que me permite lidar com vários cartões de crédito. O ano passado fiz várias compras com elas e minha dívida cresceu. Agora só posso fazer pagamentos mínimos e, às vezes, nem isso: os bancos começaram a ligar para minha casa para exigirem que pague. Como vou sair dessa?

Enquanto seu débito cresce como bola de neve, que você se pergunta qual será a melhor estratégia para enfrentar o problema. Seus conhecidos fazem todo o tipo de recomendações: que você peça outro crédito para “matar” todas as suas dívidas, ao mesmo tempo, que juntes o saldo de todas as suas contas em uma, são muito as recomendações.

Há que dizê-lo de uma vez: deixar as coisas como estão apenas piorar a sua situação. É verdade que não existem receitas mágicas para desaparecer as dívidas, mas também não existe um problema tão grave que não tenha saída. Aqui você vai encontrar uma série de ferramentas e estratégias que podem ajudá-lo a enfrentar suas dívidas. Você verá que nem todas se ajustam à sua circunstância, por isso é importante que destine tempo a informar-se e a tomar as decisões que lhe permitam traçar um plano para recuperar o equilíbrio em suas finanças.

O primeiro passo é admitir que você tem dificuldades para pagar suas dívidas. Para isso você terá que identificar quanto deve a cada cartão e quanto cresce essa dívida a cada mês. Como você pode saber? Fácil: todos os créditos têm uma taxa de interesse que é, por assim dizer de forma simples, o preço do crédito. Você vai encontrar este dado nos estados de conta que você envie seu banco. Geralmente, quanto maior, mais cara será um cartão. Faça uma lista onde as ordens de suas dívidas de maior para o menor, dependendo da quantidade que você deve (saldo). Junto a cada valor aponta para a taxa. Aponta, além disso, o pagamento mínimo que se exige o banco (pode-se também no seu estado de conta). Isso permitirá que você ver por onde você pode começar a atacar o problema.

Boa sorte para negociar suas dividas.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *